Ferrugem na Soja

A Ferrugem da Soja é ocasionada por um fungo, Phakopsora pachyrhizi e
é considerada a doença mais severa da cultura, podendo causar perdas de
até 90% de produtividade, se não controlada.
A resistência genética prioriza variedades com resistência, o que é fundamental
quando se planta uma cultura em um ambiente favorável ao desenvolvimento
de patógenos. No entanto, a alta variabilidade do patógeno da ferrugem da soja
e a presença de raças na área, faz com que esta estratégia seja pouco eficiente.
As estratégias de manejo da doença são: a ausência da semeadura de soja e a
eliminação de plantas voluntárias na entressafra por meio do vazio sanitário
para redução do inóculo do fungo, que é o período de 60 dias sem a cultura
e plantas voluntárias no campo.
Uma outra ação importante é a calendarização da semeadura da soja, ou seja,
a determinação da data limite para semear a soja na safra. Esta medida tem
como objetivo reduzir o número de aplicações de fungicidas ao longo da safra
e reduzir a pressão de seleção de resistência do fungo aos fungicidas.

Nutrien #NSoluções #Agro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 6 =